Sustentabilidade. Como economizar água


05/12/2015 19h03

a A

A cada ano a qualidade da água no mundo cai, principalmente por conta das indústrias e produções agrícolas que usam agroquímicos. Um dos maiores problemas é a poluição e contaminação das águas. Os oceanos são castigados com ilhas de lixo, rios são contaminados com dejetos industriais e esgotos. Cabe ao indivíduo comum zelar pela pouca água que lhe resta. Hoje parte da população brasileira já sofre com racionamentos e cada vez mais é necessário se fazer uma reeducação no uso de água pela humanidade

Listamos algumas dicas interessantes de economia de água:

1.    BANHEIRO E BANHO: 
Ao ensaboar, feche o chuveiro.
Reduza o tempo de banho debaixo da água.
Se ficar muito animado, tome banho sobre uma bacia e use a água para descargas no vaso sanitário.
Se o seu chuveiro é a gás e demora a esquentar, coloque a mesma bacia para juntar a água limpa que iria pelo ralo abaixo. Use-a, por exemplo, para se ensaboar.

Com atitudes simples como estas você economizará em média mais de 50mil litros por ano. Essa quantidade é suficiente para os gastos diários de água de 318 pessoas.
As bacias sanitárias com caixa acoplada gastam, em média, 12 litros de água a cada vez que a descarga é acionada.

Se você tem em sua casa descargas desse tipo e usa o banheiro cinco vezes por dia, gasta 60 litros de água diariamente.

Existe, porém, uma maneira simples de reduzir este gasto, colocando uma garrafa PET (aquelas de refrigerante) de 2 litros, cheia de água, dentro da caixa d´água da bacia.

Com isso, você economiza 2 litros por descarga, ou 10 litros por dia.

Nunca usar o vaso sanitário como lixeira, pois cada vez que você aciona a descarga para se livrar de papéis ou pontas de cigarro joga fora sem necessidade água limpa e tratada.

Dica: Existem bacias sanitárias mais modernas, com apenas 6 litros de água.

Para saber se a sua é desse tipo, basta tentar colocar a garrafa PET dentro.

Se não couber, significa que você já está gastando uma quantidade bem menor de água por descarga.

2.    ESCOVAÇÃO DOS DENTES
Você só precisa da água para tirar a espuma feita pela pasta. Então nada justifica deixar a torneira aberta. Feche-a.
Isso pode significar a economia de 37L por dia, ou 13.500 litros ao ano. Você também pode escovar os dentes enquanto estiver no banho, fazendo um combo da limpeza.

3.    DESCARGA
Se for daquelas que possuem um reservatório de água, perceba: a mesma quantidade é usada para levar sólidos e líquidos.
Coloque uma garrafa de plástico cheia de água neste reservatório para dar descarga no xixi e a retire para os “sólidos”

Fique sempre de olho em vazamentos ou em botões emperrados que “disparam” a descarga. Se o problema acontecer, resolva-o o quanto antes

4.    ATIVIDADES DOMÉSTICAS:
LAVAR LOUÇA
Quinze minutos com a torneira aberta gasta em média 240 litros.
Abrindo a torneira apenas para o enxágue gera uma economia de 160 litros.
E para economizar ainda mais você pode encher bacias com água, usando apenas 20 litros na lavagem, o que gera uma economia diária de 660 litros, ou 175mil litros em um ano por cada família.
Imagine se 100 famílias adotam esse hábito (17,5 milhões de litros)? Ou 1000 (175 milhões de litros)? Ou 10000 (1,75 bilhões de litros)?!
LAVAR ROUPA:
Reaproveite a água da roupa para outros fins de limpeza geral, como lavar o chão, usar na descarga, lavar o carro, a calçada, passar um pano úmido pela casa.
E em qualquer dessas outras atividades, ao invés de usar água corrente prefira sempre um balde.

5.    ESCRITÓRIOS:
Vale investir em torneiras com sensores nos banheiros usados por muitas pessoas.
Isto gera uma economia de 40% da água gasta só com o lavar das mãos.
Uma ação semelhante em edifício comercial (com circulação média de 2mil pessoas por dia) representa economia de 94 milhões de litros de água em um ano.

6.    VAZAMENTOS: 

Não deixe pra depois o que você pode fazer hoje.
Se tiver algum vazamento na sua casa ou apartamento é bom resolver logo, antes que cause infiltrações, além do desperdício incalculável de água.
Se a torneira está pingando não pense que algumas gotinhas não fazem diferença no gasto, além de não ser nada charmoso quando chega uma visita.

7.    CONTAMINAÇÃO DA ÁGUA PELO RALO: 
O despejo de restos de tintas, vernizes, inseticidas, óleos e outros produtos químicos no vaso sanitário ou no ralo contamina a água e dá um trabalhão para as companhias de saneamento.
Pontas de cigarro, preservativos e absorventes além de contaminar a água, entopem encanamentos.
O óleo de cozinha (uma gota de óleo deixa impróprio para o consumo um litro de água) pode ser reciclado e virar um produto de limpeza!
Guarde este óleo numa garrafa pet e dê o destino certo para ele depois.

8.    PISCINAS: 
Uma de tamanho médio perde até 3700 litros de água por mês com evaporação.
Você pode usar uma lona para cobri-la quando em desuso, evitando 90% do desperdício.
Além disso, mantenha sempre as bombas das piscinas limpas e com a manutenção em dia, evitando um prejuízo maior para o meio ambiente, para sua saúde e para o seu bolso.

9.    PLANTAS E JARDINS: 
Ao invés de mangueira, use regador.
Durante o verão molhe pela manhã ou à noite, dessa forma a água evapora mais lentamente e sua planta tem um melhor aproveitamento, além do mais se a raiz ficar molhada no período mais quente pode cozinhar na terra, levando sua plantinha à morte.

Uma outra ótima dica é para quem tem áquario: Aproveite para regar as plantas utilizando a água retirado dele. Esta água está enriquecida com nitrogênio e fósforo, dois elementos muito necessários para elas. 

Com essas dicas, cada pessoa pode economizar em média 115.000 L de água por ano sozinha.

A união faz a força! Veja quanto 10 milhões de pessoas economizam...

 Nº de pessoas  |  Qtd. de água que pode ser economizada num ano (em litros)

        1                                                 115.000  

   10 milhões                                       1,15 trilhões
                                                     (1.150.000.000.000)


--> 10 milhões parece muito, mas corresponde a apenas 5% da população do Brasil.


Mais algumas dicas para economizar:

Estas dicas foram dadas na Oficina de Sustentabilidade oferecida para membro da equipe do Green Nation.

Como a informação é de grande utilidade para incentivar pessoas a evitar o desperdício de água, compartilhamos estas dicas com vocês.

Antes de começar, registramos a página do Real/Santander que lista projetos de sustentabilidade: http://sustentabilidade.bancoreal.com.br/default.aspx

"Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), cada pessoa precisa de 110 litros de água por dia para atender suas necessidades de consumo e higiene. O brasileiro gasta, em média, quase o dobro: aproximadamente 200 litros/dia, ou 73 mil litros/ano.

O relatório anual da ONU estima que, em 2050, 45% da população mundial não terá a quantidade mínima de água necessária para o dia-a-dia.

Atualmente, já existem mais de 1 bilhão de pessoas praticamente sem acesso à água doce.

• VAZAMENTOS
Um buraco de 2mm (um pouco maior do que a cabeça de um alfinete) em um cano desperdiça até 3.200 litros de água em um dia.

Essa quantidade de água, além de ser um gasto totalmente desnecessário, seria suficiente para suprir as necessidades de água para beber de uma família de 4 pessoas por cerca de um ano e um mês.

Em um mês, o desperdício desse pequeno vazamento pode chegar a 96.000 litros, suficientes para suprir as necessidades de água potável dessa família por quase 33 anos.

Para detectar um vazamento em seu encanamento, siga as instruções do Programa de Uso Racional de Água da Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp):
Confira o seu relógio de água (hidrômetro)
Deixe os registros na parede abertos, feche bem todas as torneiras, desligue os aparelhos que usam água e não utilize os sanitários.

Anote o número que aparece ou marque a posição do ponteiro maior do seu hidrômetro.

Depois de uma hora, verifique se o número mudou ou o ponteiro se movimentou. Se isso aconteceu, há algum vazamento em sua casa.

Verifique canos alimentados diretamente pela água da rua

Feche o registro na parede.

Abra uma torneira alimentada diretamente pela rede de água (pode ser a do tanque) e espere a água parar de sair.

Coloque imediatamente um copo cheio de água na boca da torneira. Caso a torneira sugure a água que está no copo, é sinal que existe vazamento no cano alimentado diretamente pela rede.

Verifique canos alimentados pela caixa d´água.

Feche todas as torneiras da casa, desligue os aparelhos que usam água e não utilize os sanitários.

Feche bem a torneira de bóia da caixa, impedindo a entrada de água.

Marque, na própria caixa, o nível da água e verifique, após uma hora, se ele baixou.

Em caso afirmativo, há vazamento na canalização ou nos sanitários alimentados pela caixa d´água.

Verifique reservatórios subterrâneos de edifícios

Feche o registro de saída do reservatório do subsolo e a torneira da bóia.

Marque no reservatório o nível da água e, após uma hora, veja se ele baixou. Se isso ocorreu, há vazamento nas paredes do reservatório ou nas tubulações de alimentação do reservatório superior ou na tubulação de limpeza.

• TORNEIRAS PINGANDO
No entanto, uma torneira pingando pouco mais de uma gota por segundo, em média, 46 litros d´água em 1 dia. Em dois meses, o desperdício chega a 2.769 litros, quantidade suficiente para lavar cinco quilos de roupa 20 vezes.

Em um ano, esse desperdício chega a 16.500 litros.

Estima-se que um buraco de dois milímetros no cano (o que equivale à espessura de um palito de dente) desperdice até 3.200 litros de água em um único dia.

No Brasil, estima-se que o desperdício de água causado por vazamentos e ligações clandestinas atinge cerca de 45% da água tratada, ou seja, aproximadamente 4,16 bilhões de m³ de água por ano.

Essa quantidade seria suficiente para abastecer 35 milhões de habitantes durante o mesmo período.

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) recomenda os seguintes testes para detectar um provável vazamento:

1- Feche o registro do cavalete
2- Abra uma torneira alimentada diretamente pela rede de abastecimento
3- Espere até a água parar de correr
4- Coloque um copo cheio de água na boca da torneira
5- Se houver sucção da água do copo pela torneira, é sinal que existe vazamento no cano alimentado diretamente pela rede.
Vazamento em reservatórios de edifícios
1- Feche o registro de saída do reservatório do subsolo
2- Feche completamente a torneira da bóia
3- Marque no reservatório o nível da água e, após 1 hora, no mínimo, veja se ele baixou
4- Em caso afirmativo, há vazamento
Vazamento na instalação alimentada pela caixa
1- Feche todas as torneiras da casa e não utilize os sanitários
2- Feche completamente a torneira de bóia da caixa, impedindo a entrada de água
3- Marque na caixa o nível da água e, após 1 hora, no mínimo, verifique se ele baixou
4- Em caso afirmativo, há vazamentos na canalização ou nos sanitários alimentados pela caixa d’água

• LIMPAR A CALÇADA
Usar a mangueira para “varrer” a calçada é um costume em qualquer cidade brasileira.

Se você também tem esse hábito, gasta 36 litros de água cada vez que fica com a mangueira ligada por 15 minutos.

Isto significa que, se você lava a calçada uma vez por semana, gasta 1.728 litros de água por ano nesta atividade.

Em 20 anos, esse gasto sobe para 34.560 litros.
Essa quantidade de água tratada jogada no bueiro da rua seria suficiente para suprir as necessidades de água para beber de uma pessoa durante 47 anos.

Para manter a calçada limpa, é suficiente varrê-la e, se for o caso, lavar com um balde (de preferência com a água usada da lavagem de roupa, por exemplo).

Outro ponto relevante que deve chamar a atenção é o momento da lavagem. Muitas pessoas resolvem lavar suas calçadas com água em dias de chuva. Caso esteja chovendo na sua localidade, evite o uso de água para a lavagem. Além de ter um gasto absurdo do recurso, o tempo e esforço gastos acabam sendo inúteis no final.


• LAVAR O CARRO
Com uma mangueira comum, ligada durante 20 minutos, o gasto é de aproximadamente 144 litros de água.

Com quatro baldes de dez litros (dois para ensaboar e dois para enxaguar), é possível fazer uma lavagem completa, o que proporciona uma economia de 104 litros de água.

Em uma cidade com 2 milhões de proprietários de carro, essa economia chegaria a 208 milhões de litros, quantidade que daria para abastecer uma cidade como Florianópolis por quase cinco dias.

• USAR O REGADOR NO SEU JARDIM
Ao molhar as plantas durante dez minutos o consumo de água pode chegar a 186 litros.

Troque a mangueira pelo regador.

No verão, molhe as plantas logo pela manhã ou à noite, para que a perda de água pela evaporação seja menor.

No inverno, é possível regar as plantas dia sim, dia não. Com esses cuidados, você pode economizar até 96 litros de água por dia, ou mais de 35 mil litros por ano.

• TORNEIRAS COM SENSORES AUTOMÁTICOS
Imagine um edifício comercial de dez andares onde circulem cerca de 2.000 pessoas, em média, por dia.

Se cada uma dessas pessoas utilizar a torneira dos lavatórios 1 minuto por dia (lavar as mãos duas vezes, por exemplo), serão gastos 32.000 litros de água diariamente nesta atividade.

Se o edifício trocar todas as torneiras por aquelas com sensores de funcionamento automático, que só abrem quando as mãos se aproximam delas, a economia de água chega a 40%. Se vinte edifícios tomarem a mesma medida, em cinco anos serão poupados 470 milhões de litros de água, o suficiente para abastecer 7 mil pessoas em um ano.

• LAVAR A LOUÇA
Ao lavar louça durante 15 minutos com a torneira aberta em um apartamento, onde a pressão da água é maior do que em uma casa, você gasta 240 litros de água.

Mas se usar uma bacia cheia d’água, ou a própria pia, para ensaboar a louça e abrir a torneira somente para o enxague, pode reduzir esse tempo para 5 minutos e economizar 160 litros. A economia acaba sendo também no uso dos materiais de limpeza, pois fora do enxague eles podem ser melhor utilizados, já que não escoam para fora dos pratos e talheres.

Se sua família lava louça três vezes por dia, a economia diária chegará a 480 litros. Se apenas cinco famílias adotarem esse método por vinte anos, a água poupada chega a 17,5 milhões de litros, o que dá para matar a sede de quase 9 milhões de pessoas em um dia.

Um meio de economizar ainda mais é encher duas bacias de água, ensaboando a louça com a água de uma bacia e enxaguando tudo na outra. Dessa maneira, você usará apenas 20 litros, e sua economia diária será de 660 litros.

Assim, apenas nessa atividade, você poupa a água que três pessoas precisam usar em um dia, o que faz muita diferença em cidades onde há falta de água.

Se 1 milhão de famílias fizerem o mesmo, a água economizada apenas na lavagem de louça será suficiente para abastecer 3 milhões de pessoas.

Além disso, pode limpar os restos de comida dos pratos e panelas com esponja. Ensaboe todos os utensílios e só depois abra torneira para enxaguá-los.

Instale torneiras com aerador (aquela “peneirinha” na saída da água), para diminuir a vazão de água na cozinha, na área de serviço e nos banheiros.

A máquina de lavar louça com capacidade para 44 utensílios e 40 talheres gasta, em média, 40 litros. Portanto, lembre-se de ligar o equipamento apenas quando estiver cheio.

• ESCOVAR OS DENTES
Se você escovar os dentes com a torneira aberta durante 2 minutos, vai gastar mais ou menos 13,5 litros de água, mas só precisaria de 0,5 litro se abrisse a torneira apenas quando necessário.

Escovando os dentes três vezes ao dia, o desperdício será de 37,5 litros diariamente.
E se você decidir fazer o mesmo todos os dias durante um ano, só com esse pequeno gesto, terá poupado quase 14 mil litros, correspondentes a um caminhão-pipa cheio de água. A dica, nesse caso, é realmente fechar a torneira.

• A PISCINA

Uma piscina de tamanho médio perde aproximadamente 3.785 litros de água por mês devido à evaporação.

Esse volume é suficiente para suprir as necessidades de água para beber de uma família de quatro pessoas, durante cerca de um ano e meio, considerando o consumo médio de dois litros/dia.

Se você colocar uma cobertura na piscina, a perda de água pode ser reduzida em até 90%.

Engajamento e informação:

- Você pode ver o artigo na Wikipedia que fala sobre o problema da poluição e contaminação, e como isso acontece.

- No site Amigo da Água você encontra informações sobre a água no Brasil e no mundo, além de poder tirar dúvidas sobre o consumo consciente.

- Iniciativa de Gisele Bündchen, embaixadora da paz pelo PNUMA, o Projeto Água Limpa tem por objetivo proteger matas ciliares, conservação dos solos, combate à poluição hídrica e educação ambiental.

Conheça outras maneiras de economizar água:

Natureba

Veja aqui mais informações sobre o uso racional da água:

ONG Água e cidade

ONG Planeta Água

 

 

Essas são as dicas do Green Nation, outras dicas, críticas e sugestões serão sempre bem vindas!

 

Enviado por Equipe GreenNation

Pedagogia

Teologia

Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nulla vel placerat mi. Phasellus hendrerit interdum tellus non aliquam. Vestibulum ante ipsum primis in faucibus orci luctus et ultrices posuere cubilia Curae; Nulla in dolor volutpat ligula aliquam bibendum. Nunc sit amet iaculis tortor.

Detalhes »